» Terça-feira, 25 de Setembro de 2018
   
 


O assunto Manejo, é um tema muito vasto e que merece uma grande atenção. Inicialmente estamos abordando alguns itens básicos, porém periodicamente estaremos nos aprofundando neste assunto.

CUIDADOS QUE DEVEM SER TOMADOS

HIGIENE
O cão bem como o local onde vive e dorme, devem estar sempre limpo – um conjunto de medidas profiláticas, higiênicas e sanitárias deve ser tomadas pelo proprietário para impedir que haja alguma disseminação de moléstias entre os animais. E canis mal desinfetados ajudam as larvas dos parasitas a encontrarem condições propícias à sobrevivência até se instalarem no hospedeiro, o cão. Pisos e paredes devem ser lavados com água sanitária, derivados amoníaco e enxaguado com cloro, todos os dias; jogar óleo de eucalipto diluído para evitar moscas. Verificar as instalações semanalmente, para combater parasitas (pulgas, carrapatos, aranhas) e outros hospedeiros. No caso de o cão viver em grama e/ou terra, mantenha a grama sempre bem aparada. Molhe a terra com uma solução de água e cal a 1%, uma vez por mês. Os utensílios de comer e beber devem ser lavados com água e sabão, enxaguados bem e secos.

BANHOS
Os banhos em excesso são desaconselháveis. Além de não eliminar o problema do mau cheiro, de que se queixam alguns proprietários, eles podem causar séria irritação na pele, principalmente quando se empregam sabão e xampus inadequados. Devem ser dados com sabonete neutro após as vacinas. No verão uma vez por mês e no inverno a cada dois meses, ou quando realmente se fizer necessário. Enxágüe bem o animal, evitando a permanência de qualquer resquício de sabão. Posteriormente, enxágüe-o com uma toalha. Deve ainda ser escovado para a retirada do pêlo solto. Outro banho que deve ser dado no cão é o banho de sol, que estimula o organismo a produzir a vitamina D, indispensável para a fixação e absorção do cálcio e conseqüentemente, para a formação de ossos e dentes fortes. Procure expô-lo ao sol durante alguns minutos diariamente, evitando o período mais quente do dia (das 10 horas até às 15 horas)

INVERNO E VERÃO
Nos dias quentes jamais deixe o cão fechado no carro por muito tempo. O calor e a falta de ventilação podem provocar morte por inanição, cujos sintomas são mal-estar com estado, semi-inconsciência, má circulação sangüínea, febre e choque. Durante o inverno mantenha a cama do cão longe das correntes de ar, pois isso pode ocasionar resfriados e se desenvolver para uma pneumonia. **E lembre-se: na rua, mantenha-o sempre preso na guia, evitando possíveis atropelamentos e brigas com outros cães. Não permita que coma restos de comida do chão, pois podem estar estragados e mesmo contaminados.

 

 

Desenvolvido por FiL Sites © Copyright 2012 - Sociedade Paulista do Fila Brasileiro